E-mail: blogdofoguinho@hotmail.com

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Caos em Brejo: Professores iniciam greve, em repúdio ao descaso do prefeito Omar com a classe


Desde o último dia 21 de maio os professores do município de Brejo estão em greve. Eles reivindicam melhores condições de trabalho e respeito do gestor municipal no cumprimento dos direitos da categoria.


Na última segunda-feira (25/5), o Ministério Público Estadual (MPE) realizou uma audiência entre gestor municipal e o sindicato dos Professores, porém não houve nenhum acordo entre as partes.


Diante do impasse, a promotora de Justiça recomendara ao município que ao menos pagasse a diferença das férias de 2014 ainda devida pela prefeitura. Esse débito, inclusive, já está sendo cobrado na Justiça pelo Sindicato dos Profissionais da Educação do Município de Brejo (SINPROEMB).


 O SINPROEMB reivindica ainda que a prefeitura pague o abono salarial dos professores, referente a 2014.  De acordo com a presidente do sindicato, Idenilde Monteiro, entrou nos cofres públicos da prefeitura de Brejo, de fevereiro a abril, cerca de 2,6 milhões de reais para ajuste do Fundeb de 2014.

CORREIO BURITIENSE analisou o montante do Fundeb repassado para a prefeitura em 2014 e 2015 (este até maio). Só no ano passado, conforme dados do Portal da Transparência, Brejo recebeu mais de 19 milhões de reais do Fundeb.
Clique para ampliar 
Neste ano, o município, que sonega o abono salarial e parte do terço de férias dos professores, já recebeu do Fundeb R$ 10.349.683,80 (dez milhões, trezentos e quarenta e nove mil, seiscentos e oitenta e três reais e oitenta centavos). 
Clique para ampliar 

Sem a disposição da prefeitura em negociar honestamente (inclusive sem insultos à categoria), os professores se reuniram em assembleia geral extraordinária e decidiram, unanimemente, pela continuidade da greve.

 Na sessão dessa sexta-feira (29), a Câmara de Vereadores pode instalar uma CPI para analisar o caso. Cinco vereadores já estariam comprometidos em assinar uma investigação. Os professores devem lotar a Casa legislativa para cobrar o apoio.

2 comentários em “Caos em Brejo: Professores iniciam greve, em repúdio ao descaso do prefeito Omar com a classe”

  • 29 de maio de 2015 14:04
    Anônimo Disse:

    Já é o segundo mandato desse prefeito, boa parte desses professores votaram nele e sabiam q ele não respeitava nenhuma categoria, agora estão aí sofrendo as consequências. Tem muito que estão aí agora pq perderam contratos ou seja , foram demitidos por ele, e se tivesse ganhando com contrato eles não estariam se manifestando, estavam caladinhos. Quem está se manifestando são professores que sabem o q é corrupção, reelegeram ele por quê então?

    delete
  • 1 de junho de 2015 18:43
    Anônimo Disse:

    Rua cheias de buracos, a educação nessas condições aí, com professores em greve, a saúde péssima, onde as pessoas passam a noite dormindo em fila pra conseguir uma consulta, pacientes que aguardam na fila esperando q algum dia chegue material para fazer cirurgia. Essa são as condições q hoje se encontra Brejo. Se vc q é brejense pense bem antes de votar, reeleger pessoas q já passaram pela prefeitura e não fizeram nada é burrice.

    delete

Postar um comentário

https://www.facebook.com/pages/Blog-do-Foguinho/217621605048826?ref=hl