E-mail: blogdofoguinho@hotmail.com

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Deputado Marcos Caldas denuncia a suposta compra de liminar do Prefeito de Burití para permanecer no cargo

Deputado Marcos Caldas ( PRP)


19/11/2013 17:30:28 - Agência Assembleia

O Site oficial Da: Assembléia Legislativa do Maranhão destacou que o deputado Marcos Caldas (PRP) afirmou nesta terça-feira (19), durante pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, que “a bruxa está literalmente solta na região do Baixo Parnaíba”, porque nos últimos dias a Justiça cassou os mandatos do prefeito de Magalhães de Almeida, Neto Carvalho (PMDB), e do prefeito de Buriti de Inácia Vaz, Rafael Mesquita (PRB).    

O parlamentar registrou que na semana passada o prefeito de Magalhães de Almeida, Neto Carvalho, foi cassado pela Justiça, porque andava dizendo que é pré-candidato a um novo mandato em 2016, e ontem (18) foi cassado o prefeito de Magalhães de Almeida, Rafael Mesquita, por questão de suposto “caixa dois”, porque existiriam três processos administrativos contra o gestor.

 De acordo com Caldas, no processo do Ministério Público contra o prefeito Rafael Mesquita, consta filmagens de “pacotes de dinheiro”, que seriam usados para comprar autoridades ligadas à Justiça Eleitoral. “O delator do ‘caixa dois’, que entregou as filmagens e saiu como testemunha, sofreu tentativa de homicídio e está sob proteção da polícia”, revelou.  

Conforme o deputado, foi noticiado na manhã de hoje que o prefeito cassado, Rafael Mesquita foi preso com uma mala de dinheiro no Distrito da Estiva, em São Luís. Segundo ele, o prefeito vinha de Buriti de Inácia Vaz, passou em Vargem Grande, parou em um bar, começou a tomar cervejas, e disse: “Fui cassado, mas estou indo para São Luís comprar uma liminar”.

“Alguém ligou para as lideranças de Buriti, que denunciaram o caso à polícia, que apreendeu a mala de dinheiro na Estiva, e levou o prefeito até a delegacia para prestar esclarecimento. Sou do Baixo Parnaíba, de Buriti e de Magalhães de Almeida. Não podemos aceitar mais que um prefeito cassado use do dinheiro público para tentar voltar ao cargo de prefeito”, disse Caldas.  

Marcos caldas relatou que o prefeito de Buriti escondeu o presidente, o vice-presidente e o primeiro secretário da Câmara, dizendo: “Vamos, que com 24 horas, 48 horas, estarei de volta  com a liminar para retornar ao cargo”. Segundo ele, a Justiça determinou que o segundo colocado, Naldo Batista, assumisse o mandato, mas os vereadores não estão atendendo a determinação.

Por outro lado, Marcos Caldas informou que Naldo Batista constituiu advogados e vai entrar na Justiça, pedindo que qualquer um dos quatro vereadores de Buriti possa empossá-lo no cargo. “Um prefeito como esse que não tem qualificação para administrar. Além de não ser filho de Buriti, Rafael ainda sai falando que vai comprar uma liminar para voltar à prefeitura”, concluiu o deputado Marcos Caldas.

0 comentários em “Deputado Marcos Caldas denuncia a suposta compra de liminar do Prefeito de Burití para permanecer no cargo”

Postar um comentário

https://www.facebook.com/pages/Blog-do-Foguinho/217621605048826?ref=hl