E-mail: blogdofoguinho@hotmail.com

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Ação de Hildo Rocha contribuiu para a retomada das obras do residencial Canto da Serra

Em reconhecimento ao trabalho realizado pelo deputado federal Hildo Rocha, em benefício do setor habitacional, o Ministro das Cidades, Alexandre Baldy convidou o parlamentar para a solenidade que marcou a liberação de R$ 73,55 milhões que serão investidos na conclusão do complexo residencial Canto da Serra, em Imperatriz. As obras estão paralisadas há dois anos.
“O empreendimento com 2.920 unidades habitacionais foi construído em terreno baixo que inunda no inverno. Mas, para nossa felicidade, a longa espera está perto de chegar ao fim. Em breve, aproximadamente onze mil pessoas poderão realizar o sonho da casa própria”, destacou Hildo Rocha.
O trabalho de Hildo Rocha
A liberação dos recursos para a retomada das obras é o desfecho da dedicação do deputado Hildo Rocha que, na condição de relator setorial da Habitação da Comissão Mista do Orçamento, teve habilidade suficiente para assegurar recursos no momento em que o governo enfrentava uma crise orçamentária gravíssima.
“Com muito sacrifício, conseguimos assegurar recursos para garantir a conclusão de empreendimentos habitacionais em diversos municípios maranhenses. Estou feliz com a decisão do ministro Alexandre Baldy, que, numa demonstração de apreço ao povo do nosso estado, liberou recursos para a conclusão do residencial Canto da Serra”, declarou Rocha.
Dificuldades superadas
De acordo com o parlamentar, a situação era constrangedora para os gestores públicos. O deputado lembrou a paralisação da obra já havia sido questionado em audiência pública, na Câmara de Vereadores de Imperatriz, e foi retratado negativamente em rede nacional de televisão.
“Finalmente o problema será solucionado graças à luta dos vereadores, do prefeito Assis Ramos, de membros da imprensa de Imperatriz e de outras lideranças que nos ajudaram a convencer o ministro a liberar recursos suficientes para a conclusão dessa importante obra para a cidade de Imperatriz”, disse Hildo Rocha.
A solenidade aconteceu no auditório do Ministério das cidades. O ato foi presidido pelo Ministro Alexandre Baldy. Participaram do evento: o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos; o presidente da Caixa Econômica, Nelson Antônio; os senadores João Alberto e Pastor Bel; os deputados federais João Marcelo e Hildo Rocha. Dezenas de autoridades do poder executivo federal também participaram do ato.

Iluminação Pública: “Consumo Supera Arrecadação”, diz Prefeitura de Chapadinha



A Companhia Energética do Maranhão (Cemar) apresentou à Prefeitura de Chapadinha fatura de R$ 33.679,68 referente ao mês de novembro do ano passado pelo quanto o consumo da iluminação pública da cidade superou o arrecadado nas contas dos consumidores.

Os seguidos aumentos no preço da energia elétrica combinado com o congelamento das tarifas da Contribuição de Iluminação Pública (CIP) por mais de oito anos fez com que o município deixasse de receber até 109 mil reais, como em dezembro de 2014, para a condição de devedor da empresa.

“A manutenção da rede é feita com o que é arrecadado nas nossas contas subtraído o que é consumido pelos 10.432 pontos de iluminação pública. Agora, ao invés de sobrar para fazer manutenção, a Prefeitura precisa cortar recursos de outras áreas para completar o pagamento do consumo”, lamenta o porta-voz do governo secretário Luiz Eduardo Braga.

O poder Executivo já apresentou projeto de lei à Câmara Municipal para recompor a perda inflacionária do período e espera que, sendo aprovado, o município passe a ter recursos para fazer a manutenção como devido e trocar as lâmpadas por outras de menor consumo, como já deveria ter sido feito. “De 2013 a 2016 o município recebeu mais de dois milhões e quinhentos mil (R$ 2.574.726,35) para fazer a manutenção da rede. Era o momento de ter colocado lâmpadas de LED nos nossos postes”, lembrou o secretário.

Secom - Chapadinha 


https://www.facebook.com/pages/Blog-do-Foguinho/217621605048826?ref=hl