E-mail: blogdofoguinho@hotmail.com Fone: (098) 99147-3880

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Mata Roma é a primeira cidade no Brasil a receber assistência especializada em saúde dos trabalhadores do campo, floresta e água


A cidade de Mata Roma é o primeiro município do Maranhão a ser sediada a primeira edição do "Curso de elaboração do perfil produtivo, sócio demográfico e epidemiológico da saúde dos tralhadores com ênfase no campo, floresta e águas.



O curso que elabora o perfil produtivo dos trabalhadores rurais está dentro do ‘Programa Nacional de Saúde do Trabalhador do Campo, Floresta e Águas’ do MS. A cidade de Mata Roma é o primeiro no estado do Maranhão e do Brasil a receber o curso, ministrado por uma tecnologista da coordenação geral de Saúde do Trabalhador do MS. O projeto piloto foi realizado nos dias 18 e 19 de agosto,no laboratório de informática da Faculdade Laboro, com carga horária de 16 horas de aula teórica nesse primeiro módulo, e terá mais um mês de aula prática finalizando no dia 18 de outubro com a apresentação dos resultados.

Participaram da abertura do curso, a tecnologista da coordenação geral de Saúde do Trabalhador do MS, Flávia Ferreira de Sousa, o superintendente de Vigilância Sanitária da Secretaria Adjunta da Política da Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Edmilson Silva, a coordenadora estadual da Política de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador e chefe do Cerest/MA, Adelany da Silva França, o secretário municipal de Saúde de Mata Roma, Gustavo Corrêa, a coordenadora do Cerest Regional de Mata Roma, Denise Zuque, e o representante da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador do Maranhão, Joel Nascimento.





Segundo a técnica do MS, o objetivo do curso é a elaboração do perfil para identificar onde e quantos são os trabalhadores de cada uma dessas atividades. Além de saber informações como os locais de atuação, causas de adoecimento, se possuem acesso aos serviços de saúde, e como é a cobertura assistencial para essa população, de forma que os problemas sejam detectados e sejam priorizadas as ações que destinas recursos para cuidar dos trabalhadores do campo, floresta e águas.

“Nosso foco é capacitar os profissionais do Cerest Estadual e Municipal, da Atenção Básica, Vigilâncias Sanitária, Epidemiológica e Ambiental, e o controle social, que são os trabalhadores que devem apoiar as ações de saúde do trabalhador do Sistema Único de Saúde. O Maranhão é o pioneiro pela grande diversidade de pessoas que desenvolvem essas atividades econômicas da agricultura, pecuária, silvicultura, caça e pesca e que são alvos do Programa Nacional”, explicou Flávia Ferreira de Sousa, tecnologista da coordenação geral de Saúde do Trabalhador do MS.

A coordenadora estadual da Política de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador e chefe do Cerest/MA, Adelany da Silva França, ressaltou que além da regional de Mata Roma, o projeto será replicado em todos os Cerests do Estado (São Luís, Caxias e Imperatriz). “Iniciamos por Mata Roma pela quantidade de municípios. Mas as equipes de todos os Cerest passarão pelo curso onde os governos federais e estaduais e a gestão municipal, se unem para estruturar a capacitação que culmina no fortalecimento das ações voltadas para a saúde do trabalhador rural, como a elaboração de dados epidemiológicos dentro de seus territórios”, explicou.

O interesse das gestões estaduais e municipal foi apontando como um ponto determinante para a viabilização do curso. “Apenas agora estamos conseguindo aproveitar as oportunidades oferecidas pelo MS. Percebemos o interesse da atual gestão da Política da Atenção Primária e Vigilância em Saúde em proporcionar ao Estado do Maranhão uma completa e eficiente capacitações de suas equipes. Além disso, a secretaria municipal de saúde de Mata Roma ofereceu o suporte logístico necessário para que tivéssemos a totalidade dos profissionais sendo treinados. O resultado é a produção de indicadores e informações úteis ao processo de planejamento e vigilância em saúde dos trabalhadores rurais maranhenses”, considerou Adelany da Silva França.

Cerest

O Centro de Referência Especializado em Saúde do Trabalhador (Cerest) possui a finalidade de ampliar a Rede Nacional de Atenção à Saúde dos Trabalhadores (RENAST), integrando os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS), voltados à assistência e a vigilância, de forma a unificar os esforços dos principais executores com interface na Saúde do Trabalhador, atuando na prevenção, controle e enfrentamento, de forma estratégica, integrada e eficiente, dos problemas de saúde coletiva como as mortes, acidentes e doenças relacionados ao trabalho.


Objetivo

0 comentários em “Mata Roma é a primeira cidade no Brasil a receber assistência especializada em saúde dos trabalhadores do campo, floresta e água”

Postar um comentário

https://www.facebook.com/pages/Blog-do-Foguinho/217621605048826?ref=hl